Arquivo mensal: agosto 2016

Dia do Folclore Brasileiro – 22 de agosto

Padrão

Por Taís Faustini

Folclore é a cultura de um povo, o conjunto das tradições culturais dos conhecimentos, crenças, costumes, danças, canções e lendas dos indivíduos de determinada nação ou localidade.

O termo folclore se originou através de um neologismo criado pelo britânico William John Thoms, que uniu as palavras inglesas folk (que significa “povo”) e lore (que quer dizer “conhecimento”). Assim, folclore ganha o significado literal de “conhecimento do povo” ou “aquilo que o povo faz”.

No Brasil, em 1965 foi oficializado que todo dia 22 de agosto seria destinado à  comemoração do folclore. Foi criado então o Dia do Folclore Nacional. Desta forma, a cultura popular ganhou maior destaque no mundo cultural brasileiro, reforçando as tradições populares e estimulando celebrações que realcem a importância do folclore na formação cultural do país.

Este dia é marcado por várias comemorações em todo território nacional. Nas escolas são realizadas atividades diversas cujo objetivo principal é passar adiante a riqueza cultural de nosso folclore. Desde pequenas as crianças aprendem os contos folclóricos e seus principais personagens. É o momento de contarmos e ouvirmos as histórias do Saci-Pererê, Mula-sem-cabeça, Curupira, Boto cor-de-rosa, Boitatá, etc. Nesta data, também são valorizadas e praticadas as danças, brincadeiras e festas folclóricas…

Algumas lendas, mitos e contos folclóricos do Brasil que marcaram minha infância:

Boitatá: É representada por uma cobra de fogo que protege as matas e os animais e tem a capacidade de perseguir aqueles que desrespeitam a natureza. Acredita-se que este mito é de origem indígena e que seja um dos primeiros do folclore brasileiro. Foram encontrados relatos do Boitatá em cartas do padre jesuíta José de Anchieta, em 1560. Na região nordeste, o boitatá é conhecido como “fogo que corre”.

Boto cor-de-rosa: Acredita-se que a lenda do boto tenha surgido na região amazônica. Ele é representado por um homem jovem, bonito e charmoso que encanta mulheres em bailes e festas. Após a conquista, leva as jovens para a beira de um rio e as engravida. Antes de a madrugada chegar, ele mergulha nas águas do rio para transformar-se em um boto.

Curupira: Assim como o Boitatá, o Curupira também é um protetor das matas e dos animais silvestres. É representado por um anão de cabelos compridos e com os pés virados para trás para despistar os caçadores. Persegue todos que desrespeitam a natureza. Quando alguém desaparece nas matas ou florestas, muitos habitantes do interior acreditam que é obra do Curupira.

Iara (Mãe-D’água): Encontramos na mitologia universal um personagem muito parecido com a mãe-d’água : a Sereia. Este personagem tem o corpo metade de mulher e metade de peixe. Com seu canto atraente, consegue encantar os homens e levá-los para o fundo das águas.

Lobisomem: Este mito aparece em várias regiões do mundo. Diz o mito que um homem foi atacado por um lobo numa noite de lua cheia e não morreu, porém desenvolveu a capacidade de transforma-se em lobo nas noites de lua cheia. Nestas noites, o lobisomem ataca todos aqueles que encontra pela frente. Somente um tiro de bala de prata em seu coração seria capaz de matá-lo.

Mula-sem-cabeça: Surgido nas regiões do interior do Brasil, conta-se que uma mulher teve um romance com um padre. Como castigo, em todas as noites de quinta para sexta-feira é transformada num animal quadrúpede que galopa e salta sem parar, enquanto solta fogo pelas narinas.

Saci-Pererê: O saci-pererê é representado por um menino negro de uma perna só… Sempre com seu cachimbo e com um gorro vermelho que lhe dá poderes mágicos. Vive aprontando travessuras e se diverte muito com isso. Adora espantar cavalos, queimar comida e acordar pessoas com gargalhadas. Em 2005, foi criado do Dia do Saci, que é comemorado em 31 de outubro.

Além dos mitos e lendas, o folclore brasileiro apresenta uma grande diversidade cultural. Podemos também considerar como legítimas representações do nosso folclore: ritmos e danças folclóricas (carimbó, forró, capoeira, frevo, caiapó), comidas regionais típicas, músicas regionais, encenações (marujada, bumba-meu-boi, congada e cavalhada) superstições, representações artísticas (artesanato, confecção de rendas e cestas de palha), comemorações, brincadeiras e jogos infantis (parlendas, amarelinha e trava-línguas), ditados populares, tradições, crenças e festas populares (festa junina, Festa do Divino, Círio de Nazaré e Folia de Reis).

E aí, tem alguma lenda que marcou sua infância? Alguma brincadeira para indicar neste dia? Aguardamos seus comentários, suas ideias e sugestões… Beijos

Anúncios

Feliz Dia dos Pais! 2016

Padrão

cartao dia dos pais 2016_g

Aos pais que nos apoiam sempre, aos pais de primeira viagem, aos futuros papais, aos pais que estão nos olhando lá do céu… Enviamos nosso amor, nosso carinho, nosso respeito, nossa admiração…que todos os dias sejam felizes. Feliz dia dos Pais!

Abraços a todos

Sonia e Taís

Abertura dos Jogos Olímpicos 2016

Padrão

Por Taís Faustinianeis 2

É hoje! Abertura das Olimpíadas 2016… Vamos torcer pelo nosso país!

O Rio de Janeiro terá um dia histórico ao se tornar a primeira cidade da América do Sul a receber os Jogos Olímpicos. A 31ª Olimpíada começará oficialmente às 20h, com a cerimônia de abertura no Estádio Maracanã, que receberá 80 mil pessoas. Gisele Bündchen fará um desfile numa passarela que será criada virtualmente a partir de uma projeção do calçadão de Copacabana. O desfile terá como canção de fundo a música “Garota de Ipanema” de Tom Jobim. Esta abertura vai contar um pouco da história do Brasil e como se deu a construção da identidade do povo brasileiro, destacando a migração e a miscigenação.

Não deixe de dar uma olhada no nosso post sobre brincadeiras com Jogos Olímpicos para curtir com a criançada!.

Esperamos uma abertura emocionante, repleta de criatividade e diversão! E uma boa sorte para todos nossos atletas! Beijos